Segundo o E-bit, o crescimento do faturamento está diretamente ligado ao aumento do número de pedidos.

O faturamento do e-commerce brasileiro em 2018 será de 12% a 21% maior que em 2017. A expectativa é boa devido ao crescimento do número de pedidos e do ticket médio, que já é superior ao do ano anterior.

Em números, o faturamento deve superar a casa dos 53 bilhões de reais, podendo chegar a mais de 70 bilhões. Segundo a pesquisa, esse é o cenário mais promissor dos últimos três anos. O levantamento também mostra um aumento de 5% no número de pedidos e de 3% no ticket médio.

Em 2016, em meio ao auge da crise e com o achatamento da renda dos consumidores, o número de pedidos caiu 0,2%, para 106 milhões. Já os preços aumentaram bem mais e o valor médio gasto por cada consumidor subiu 8%.

A pesquisa ainda mostra que a maior fatia do e-commerce brasileiro é representada pelo setor de moda e acessórios. Por mais de 4 anos essa categoria lidera o número de pedidos, com mais de 14% do total. Porém, em volume financeiro, a categoria não lidera a pesquisa, ficando com apenas 6% do volume total.

Quem lidera a pesquisa em volume financeiro é a categoria de telefonia e celulares, com um volume de vendas de 21% do total. O segmento permanece assim na liderança mesmo tendo participação no volume de pedidos de apenas 9%.

 

Enquanto o e-commerce brasileiro dá mostras de força, o mercado tradicional continua sofrendo com a expectativa baixa ou quase nula de crescimento. Então fica a pergunta: quando você iniciará as vendas do seu negócio na internet? Não sabe por onde começar? Faça o curso “Como abrir um e-commerce de sucesso” e comece uma jornada de sucesso na sua empresa. Bons negócios! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *